Numa de fazer nudismo acabei dando pros cara.

Meu nome é Carla e sou do Rio de Janeiro, sou morena e tenho cabelos pretos. Nunca pensei em escrever sobre minha vida sexual mas navegando por este Site lí alguns relatos e fiquei com muita vontade de contar uma aventura minha quando eu tinha 22 anos. Quero deixar bem claro que sou uma mulher normal, não sou nenhuma devassa, mas como toda mulher tem milhares de fantasias e não tenho vergonha em dizer ( pelo menos como anônima ) que uma vez pelo menos na minha vida pude realizar uma delas, nunca me senti tão mulher, na verdade a palavra certa é fêmea como neste ocorrido. Certa vez tive de fazer uma viagem a trabalho para Angra dos Reis, em um dos escritórios da firma que trabalho a 18 anos e quando terminei meu serviço aproveitei o final de semana pra ficar e aproveitar o lugar, tinha 22 anos e sempre tive a curiosidade de conhecer Ilha Grande e foi lá que aconteceu tudo. Hospedei-me em uma pousada pequena lá, pra 3 dias. Ficava na praia do Abraão ( ponto principal da ilha ) e no segundo dia estava um sol de rachar e resolvi pegar a praia por lá na esperança de pegar um bronze do jeito que toda mulher sonha, sem marquinha de biquíni, pela dona mesmo. Então fui caminhando pela Praia Preta na esperança de arranjar um lugar perfeito pra ficar nua na praia. Como não era feriado acreditava que não seria difícil mas de qualquer forma queria ter o máximo de segurança pra isso, fui caminhando o andei por mais ou menos 30 minutos pela beira da praia, passei por um lugar que tinha um rio que desaguava na praia, com a areia escura, bem bonito. No final da praia tinha uma pequena trilha que peguei e quando sai do outro lado tinha uma pequena praia que atravessei e outra trilha, já não tinha uma alma viva há um bom tempo, mas de qualquer forma continuei e devo ter feito uma baita caminhada até que encontrei finalmente um lugar perfeito, uma faixa de areia bem pequena ( uns 50 metros de faixa de areia ) com um riozinho no final e parecia seguro até demais e além do mais poderia ver as pessoas chegando de longe o que me dava segurança. Estiquei a minha canga, e coloquei minhas coisas nela, tirei toda a roupa e biquíni e passei bronzeador. No início fiquei bem cheia de neurose olhando pra todo lado, pois estava com vergonha, mas com o tempo passando peguei uma segurança e comecei a reparar no lugar, bem bonito. Fui até o riozinho e a água estava fria e resolvi então dar um mergulho no mar que tinha a água bem quentinha e gostosa, dei mais uma olhada ao redor e me afastei da canga e fui à água pela dona MESMO !. Entrei no mar e ali fiquei um tempo e então voltei pra praia. Como estava bem relaxada, acendi um baseadinho e então chapada relaxei de vez, deitando de costas pro Sol e bundão pra cima na canga e viajando no visual. Como o Sol estava forte não demorou muito pra que eu voltasse pra água. Acontece que quando estava na água, do nada apareceram umas pessoas de uma trilha pra depois de onde eu estava como eu estava na água apenas me abaixei e fiquei com o corpo todo dentro da água. Eram alguns rapazes e eles estavam vindo de algum lugar ali. Fiquei observando, eram 4 homens. Eles não tinham me visto, mas depois que atravessaram o riozinho repararam na Canga na areia e olharam em volta me vendo na água. Nessa hora rezei pra que não percebessem que meu biquíni estava em cima da canga e associassem uma coisa a outra. No final nem sei se repararam, mas o fato é que eles andaram mais um pouco e começaram a se ajeitar na areia a uns poucos metros da minha canga, começaram a tirar as camisas e juntar os chinelos e conversando distraidamente entre eles, então dois deles começaram a caminhar em direção da água, não muito longe de mim, fiquei super nervosa com a situação, mas procurei ficar calma e eles entraram na água, pensei que pudessem somente ter dado uma parada pra tomar um banho e seguir o caminho deles, mas com o tempo percebi que não, também a praia estava vazia e uma gatinha ali naquele lugar era o lugar perfeito pra eles ficarem, pelo menos poderiam se distraí me vendo, nada mais natural. Naquele momento, chapada, comecei a pensar no que iria fazer, pois ficar dentro dágua o tempo todo sería estranho. Os outros dois entraram na água com os que já estavam e ficaram olhando pra mim, eu comecei reparar neles e todos eram morenos e tinham o corpo bacana e acabou que comecei a pensar besteiras e pensei comigo mesmo transando naquela minha canga com os 4, imaginei eu saindo da água e eles me cercando secos pra me comer a minha volta, todos de pau duro e me alisando e me dominando, nossa, aquilo não saiu mais da minha cabeça. Então me aproveitando de todo aquele tesão que ia me tomando, tomei coragem e comecei a andar até a beira d´agua. Conforme ia saindo do mar meu corpo ia aparecendo e finalmente sai da água mostrando todo o meu corpo nu ao sol e ali mesmo fiquei como se fosse a coisa mais normal do mundo, mas reparando a reação deles. Todos os 4 estavam me olhando, vidrados, com cara de quem não estavam acreditando, aquilo me fez sentir poderosa e fêmea e somente alimentou mais ainda o meu tesão, sabia naquele momento que somente dependia de mim pra realizar aquele monte de coisas que se passavam na minha cabeça. Caminhei então até a Canga e fiquei em pé de frente pra eles um tempo, e quando percebi que eles estavam saindo da água, me virei e deitei na Canga de bunda pra cima. Eles voltaram pro lugar onde estavam as coisas deles e sentaram mas sempre me olhando e me secando toda. Volta e meia eu olhava pra eles e eles viam que eu estava olhando, mas ficaram na deles. Eu então vi que eles também estavam apertando um baseado e como ainda tinha meio baseado acendi também o meu. Foi ai que um deles ( acho que não estava mais se agüentando ) se levantou e veio em minha direção. Pude ver conforme ele estava vindo que ele estava de pau duro dentro da sunga o que me excitou mais ainda, ele chegou e perguntou: - Amiga, aqui é praia de nudismo? a gente ta invadindo ou incomodando ? Eu disse que não era não e que eu era turista e estava aproveitando pra fazer nudismo e não esperava que aparecesse ninguém e como eles haviam chegado justamente na hora que eu estava nua dentro d´agua resolvi aceitar e relaxar, falei que como eles pareciam gente de bem e já tinham me visto nua mesmo nem coloquei a roupa. Ele então falou:- Você teria uma seda? a nossa ta molhada e ...Eu cortei ele dizendo que meu baseado tava no fim e que tinha seda sim e que a gente podia apertar o baseado dos dois ( meu e deles ) e fumar junto. Ele topou na hora e foi falar com os amigos, da onde eu estava vi a cara que eles fizeram e vieram todos com cara de que se deram bem, naquela hora vi os 4 vindo de sunga andando na areia em minha direção e virei de frente pra ver. Nossa, aquilo me deixou excitadíssima, vendo aqueles 4 vindo em minha direção todos de pau duro dentro da sunga e me olhando como se nunca tivessem comido mulher nenhuma, a minha vontade era de ficar de 4 e mandar eles virem me comer...estava exitada pra caramba e pronta pra transar com os 4, molhadíssima !Eles vierem e eu me levantei pra cumprimentar, eles me olhavam, me sentia observada e desejada por todos os lados, mas mantive a linha, deitei de costas coma bunda pro alto na canga e eles sentaram do meu lado, me olhando a bunda com olhos enormes, então dei o baseado meu pra ele mais a seda e ficamos conversando os 5. Os rapazes não falaram nada sobre o meu nudismo, mas estavam todos demonstrando o desejo, não escondiam os paus duros dentro das sungas, dois deles estavam até sentado numa posição provocativa de propósito pra que eu visse o pau deles duros. Começamos a fumar e conversávamos sobre a Ilha e tal ( tudo desculpa pra ficarem me olhando ) e ficamos fumando, quando eu fui passar pra um deles o baseado me curvei um pouco pro lado e quando fui dar o beck na mão de um deles o pau estava tão duro que a cabeça do pau dele estava um pouquinho pra fora. Eu olhei pro pau dele e pra cara dele e ele viu, então eu já não me agüentando mais falei pra eles :- Escuta gente, porque vocês não ficam nus também, não ligo não e até ia ser legal, eu to vendo que vc´s tão gostando de me ver nua, acha que não percebi o pau de vocês duros, deve estar doendo dentro destas sungas, sem hipocrisia e além do mais assim como vocês estão ai gostando de me ver nua eu também vou gostar de ver vocês nus. Eles riram e se olharam e tiraram as sungas rapidinho, eu me virei de barriga pra cima pra os ver tirando a sunga e todos estavam de pau muito duro, eu fiquei olhando pra eles todos ali em pé, de pau duro e não me agüentando e ajudada pelo baseado falei:- Nossa gente, tudo isso é tesão em mim??? ( eles riram e continuaram em pé se olhando e olhando pra mim ). Eu falei novamente:- Sabe, vocês ai peladões, com estas pirocas duras em volta de mim, eu chapadinha numa ilha selvagem no meio do mar, que fantasia heim !!! Confesso que fico cheia de tesão em imaginar transando com vocês. ( um deles disse : - Opa, que beleza !!) e outro disse que eu era a maior gostosa e que se eu quisesse demorou !Eu maliciosamente ri pra ele e um dos meninos ( estavam ainda a minha volta ) foi chegando mais perto de mim e pisou na minha canga e perguntou :- Você gosta da minha vara! Olha como ela ta dura! - Eu falei que claro, que ela era mesmo muito bonita e que ele era gostoso e pelo visto safado, que eu adorava safadeza no sexo e ele então falou :- C gosta de safadeza então que tal começar dando uma bela mamada na minha rola !?Eu sorri e disse que sería como eles quisessem : Eu quero é ser dominada, fêmea é pra isso mesmo ! e ainda estava ajoelhando olhando pra cara de safado dele pra chupar aquele pau, ele falou : - Vamos ver se vc é um putinha gostosa e fêmea mesmo, ta todo mundo aqui querendo te comer, vamo te deixar arrasada no chão e outros confirmaram, eu olhei pros outros já com o pau dele na mão bem a minha frente e sorri falando : Quero mais é dar muito !!!! e o dono do pau que eu estava na mão falou :- Isso mesmo sua puta safada!!! Ajoelha pra mamar esse pau. Eu fiquei ali, ajoelhada, fechei os olhos e coloquei a cabeça do pau dele na minha boca pra sentir o gosto, salgadinho de mar e a cabecinha lisinha, ele gemeu na hora de satisfação e então eu levantei a pica dele e comecei a lamber e chupar as bolas, ele me olhava e eu sorria pra ele, ele me chamou de gostosa e pegou no pau e bateu com ele na minha boca que eu abri e depois ele colocou o pau na minha boca, pegando na minha nuca e fazendo eu engolir bem devagar, nisso senti uma mão me alisando a bunda e outro deles parou do lado do que eu estava ajoelhada chupando pra eu chupar ele também. O amigo dele que eu tava chupando pegou a minha cabeça e falou pra eu chupar o amigo dele também, eu falei : - delícia de vara heim ! Vocês vão acabar comigo! Eles começaram a rir e comentar:- Que maluca gostosa, que vagabundinha, eu concordava com um gemido, pois como estava chupando o pau de um deles não tinha como responder, sentia uma boca me chupando os seios, uma língua nas minhas costas e um dedo tentando entrar na minha buceta, nossa eu tava sendo dominada de todo jeito, estava excitadíssima e a sensação de que ia gozar era o tempo todo mas não gozava pois também estava nervosa. Eu estava ali no meio daquela Canga, sendo dominada por 4 pirocas sedentas. Ajoelhada na Canga, chupando ora um pau e ora outro e senti as mãos de um deles abrindo minha bunda e metendo o dedo sem dó na minha buceta me bulinando. Eu olhei pra trás e falei:- Me come gostoso! senta o pau, me pega com vontade, seu puto !Ele me colocou de 4 na Canga de frente pro mar e senti a cabeça dele entrando, dei uma bela rebolada com um gemido bem alto e eles se agitaram, um deles veio se sentar na minha frente, com o pau apontando pro alto e aquele saco pendurado e peludo, me deu um tesão de coisa selvagem, e me senti muito fêmea ali, deixei os meus cabelos molhados caírem no meu rosto pra ele ajeitar com a mão, coisa que ele fez na hora, então comecei a chupar o saco dele e ele gemendo que nem doido, lambi o pau dele do saco até a cabeça e engoli tudo de uma vez, ele ficou me chamando de puta safada e eu fiquei louca, sugando ele que nem uma vadia no cio e o outro com as mãos agarradas metia em mim num vai e vem com vontade...eu estava gemendo bem alto, totalmente a vontade, entregue aquela putaria maravilhosa, o cara que eu tava chupando se ajoelhou e deitou o tronco pra trás, fazendo com que o pau dele ficasse muito duro e confortável pra eu chupar de 4, aproveitando a situação vi que um dos caras pediu pro outro parar de meter pra ele me comer, eu virei pra trás e falei :- Vai gostoso, deixa seu amigo me comer, eu quero sentir o pau de todos vocês!Eles riram e um deles falou:- Isso mane, deixa eu comer essa piranha ai, que bundão !E veio se ajeitando atrás de mim com um cuspe na mão molhou o pau e meteu de uma vez, era menor que o outro e eu já cheia de tesão tirei o pau de um deles da boca ( o ajoelhado ) e virei pra trás falando mete com vontade gostoso, dá um bombadão e me enche de leite bem lá no fundo, come sua puta com vontade. Os amigos deles começaram e falar:- Vai mané, mete nessa puta com vontade, goza logo nela que ela tá querendo leite, essa puta safada, eu olhei pra eles e comecei a rír. Sim, sou safada mesmo, me come gostoso, me enhce de leite na buceta, quero ver vc gozando.... Ele estava bombando sem dó, me segurava com força nas ancas e metía num vai e vem violento, eu gemia e chupava os paus na minha frente, der repente um dos caras que eu tava chupando falou que ia gozar....- Nossa gata ! vou gozar na sua boca...Eu fiquei louca com aquilo e abri bem a boca pedindo pra ele me lambuzar toda :- Goza sim gostoso, me lambuza toda com essa porra quente, abusa de mim gostoso !!! e abri a boca e ele começou a bater uma punheta enquanto eu com a boca sugava metade da vara dele com a cabeça dentro da boca ele batia uma bela punheta gemendo sem parar, eu comecei a sentir o pau dele pulsando com força e sabia que sería ali que ele iria gozar, então parei de sugar e comecei a lamber o pau dele todo e ele começou a gozar gemendo e virando a cabeça pra trás, ele gozava e o esperma dele caía na minha boca e envolta dela me lambuzando toda, eu deixava o leite me lambuzar e ele batia a punheta estimulado por mim e pelos outros gemendo enquanto eu ficava chupando ele, ele gozou tão forte que chegou a ajoelhar na minha frente. Os outros empolgados e elogiando a puta que eu estava sendo me excitavam mais ainda e mesmo ajoelhando na minha frente eu continuava a chupar o pau dele que começou a ficar mole. Outro deles veio em pé mesmo e agarrou a minha cabeça pela nuca ( agora eles estavam do jeito que eu queria e tinha imaginado nas minhas fantasias ), me fazendo sugar o pau dele também, falava:- Isso sua puta, mama o seu macho, quero encher a sua boca de porra também, vai me chupar melhor que esse meu amigo, adoro um boquete de uma puta safada que nem você. Eu sorria pra ele e disse:- Nossa, que homem!!! Que vara!!! Assim que eu gosto safado !! me faz de sua puta e toma conta de mim !!! Me domina meu macho, viu gente !!!Eles riam entre si me chamando de puta e nesta hora o outro que metia começou mandar eu rebolar na vara dele pra ele gozar gostoso, eu então comecei e bater a bunda no pau dele com força e ele me agarrava cada vez com mais força nas ancas e metia cada vez com mais rapidez e vontade, nossa que bombada, o pau dele começou a pulsar dentro de mim e eu gemendo com pau do outro na minha boca e as palavras de putona , rebola gostosa, vamo te comê e tal comecei a gemer como uma gata no cio, fiquei muito doida sendo comida e abusada como um objeto de puro prazer pra eles o cara atrás de mim começou a gemer alto e a gozar com vontade, sentia os jatos de porra quente dentro de mim e ele gozou muito....senti o pau dele sair de mim e o leite dele escorrendo e caindo na canga toda amarrotada na areia e logo depois sem descanso um deles veio por baixo de mim e meteu logo a vara dizendo :- Agora c vai tomar na bunda e na buceta ao mesmo tempo, vamo te faze um sanduiche, sua puta, vc agora vai ser a maior puta do mundo !! Eu adorava pau na bunda e na mesma hora arrebitei ela pro outro ver que eu queria mesmo, agora eu sabia que iria gozar....Enquanto um deles metia na minha buceta o outro veio e lambuzou o pau na porra do outro e foi metendo devagar a vara até que quando chegou na metade, enterrou de vez e sem dó os dois começaram o vai e vem, eu estava nas nuvens e já sentia que iria gozar e tentei tirar o pau do outro da minha boca pra poder gozar a vontade mas outro rapaz veio e começou a bater o pau dele na minha boca que eu abri com a língua pra fora. O cara de baixo metia com vontade e o outro também na minha bunda....Enquanto isso os outros dois batiam com as picas na minha boca, foi quando eu comecei a gozar e a gemer dizendo que estava gozando, aí que eles ficaram falando :- A vagaba ta gozando ! mete nela com força mane !!! Eles começaram a meter com vontade e realmente fiquei gozando um tempão, como pau no cú faz a gente gozar com força !!! nossa...Eles ainda não tinham gozado e sinceramente naquele ritmo eu estava ficando acabada e pedi que tirassem um pouco pra eu respirar... eles até fizeram mas ficaram me perturbando e eu acabei ficando de 4 novamente nem mesmo deu pra levantar, ficar em pé, pra um deles ( pois ainda faltavam 3 deles pra gozar ) . Um deles estava deitado e levantou pra me fazer chupa-lo, eu fiquei chupando mas como tinha gozado não estava com muita vontade. Queria descançar um pouco e o outro que tava bombando percebeu mas não tava nem aí, continuou metendo e me chamando de puta, eu comecei a provocar ele pra ele gozar logo e ele o fez, metendo como um louco, afundou a vara na minha bunda e mandou eu empinar bem ela e gozou gritando de prazer em pé com as pernas dobradas e os outros rindo e falando entre si que eu era uma puta muito gostosa.Depois que o outro gozou na minha bunda eu sorrindo falei que ia tomar um banho pois estava toda lambuzada de porra e suor e ainda brinquei com eles :- Vocês acabaram comigo, preciso de um tempo pra me refazer. E entrei na água. Estava lá me banhando e eles ali peladões na areia. Aí um deles veio entrando na água ( ainda não tinha gozado ) e falou que queria que eu pagasse um boquete pra ele ali dentro do mar, fomos pra mais na beira onde o pau dele ficasse fora da água e me agachei na água ficando com meus peitos a mostra na beirinha, o Sol batendo na gente e os rapazes na areia, um deles gritou :- Depois sou eu que ainda não gozei heim !!!Eu e o outro rimos pra eles e agachada ali, na maior tranqüilidade do mundo, fiquei chupando o rapaz, nesta hora eu estava me sentindo mulher pra caramba, gozei, vários machos me dominando e achei super maneiro estar passando por aquilo, enquanto conversava com o rapaz e chupava ele ele sorria e passava o pau na minha boca e no meu rosto falando coisas obscenas e dizendo que estava adorando o meu boquete. Eu chupava ele sem pressa e brincava bastante, ali naquela água fiquei com vontade mesmo, curti muito poder estar chupando aquele pau naquela situação e ainda estar sendo olhada por outros homens na areia me desejando, nossa fiquei super amarradona, chupei ele devagar e bem gostoso e ele simplesmente ficou ali em pé dizendo pra mim como queria que eu chupasse ele e no final segurou a minha cabeça pela nuca abaixou no meu ouvido e disse que queria gozar dentro da minha boca com eu sugando o pau dele daquele jeito mesmo agachada, ele segurou a minha nuca e eu fiquei com pau dele na minha boca sugando e rapidamente eu senti aquele monte de esperma no maior mama-jato, fui engolindo devagar ( ele foi delicado ) o leite quente dele e bebendo tudo sempre no maior incentivo dele, delicia, bebi tudo e depois ainda fiquei chupando o pau dele até amolecer, ele deu um gemido de satisfação e falou que agora era pra chupar o amigo dele que na mesma hora que o amigo dele começou a voltar o outro veio com a canga na mão, dizendo que queria me comer na beira da praia, na areia molhada, mandou eu ficar de 4 e rebolar e ficar me mostrando pra ele, fiquei meio sem graça mas os rapazes estavam gostando e o outro que mandou pegou areia molhada e passou pelo meu corpo, aquilo eu gostei, com o corpo cheio de areia ele veio chegando e me pegou e meteu o pau devagar na minha buceta, num vai e vem devagar ele começou a meter e não demorou nem um minuto estava excitada prontinha pra gozar novamente e ele que nem uma máquina na minha buceta, metendo como louco, eu rebolava e dizia que era a puta dele, me come, me goza toda, me faz fêmea meu macho, ele ficou cheio de tesão, na excitação ficava olhando pros outros que estavam olhando pra cena o que me excitava mais ainda, acabei gozando bem demorada quando o amigo deles que tava me comendo disse que ia gozar eu tirei a buceta do pau dele e deitei ele meio na canga e meio na areia e com ele deitado eu comecei a chupar o pau dele com vontade pra ele gozar, na hora que eu percebi que ia gozar parei de chupar e bati uma punheta pra ele e vi o leite jorrando pra cima, sendo jogado pro alto, vários jatos e no meio desta gozada eu cai de boca novamente naquele pau sugando e me lambuzando toda de um jeito que ele na mesma hora se contraiu todo gemendo de prazer e levantou e eu assim mesmo continuei chupando ele todo gozado a luz do Sol naquele marzão com os outros rapazes zoando nós dois. Depois disso fui pra água, tomei um belo banho sozinha e lavei a canga e depois fui pra junto deles e estiquei a canga e sentamos todos pra fumar mais um baseado, os caras passavam a mão no meu corpo me elogiando e ficamos conversando e eles acabaram indo embora mas um deles acabou voltando 40 minutos depois, novamente me vendo nua e me pegando pra mais uma gozada, como minha buceta tava muito assada fizemos um 69 bem demorado e gozamos mais uma vez e fumamos mais um. Nos dois dias seguintes voltei ao mesmo lugar e fiz a mesma coisa na esperança deles estarem por ali, mas acho que eles foram embora da Ilha pois também eram turistas, bom, foi um final de semana que nunca esqueci mesmo hoje, 11 anos depois ainda lembro com muita excitação. Foi a única vez que tive coragem de fazer isso, hoje em dia nem fumo mais um e sou casada a 3 anos e agora nunca mais faço isso, não casada.

1 comentários:

gustavo silva disse...

Hum delícia de conto
Adoraria comer uma gata assim como você. Se quiser me escrever gustavolactofilo@yahoo.com.br

 
©2009 Casa dos contos eróticos 1.0 | by TNB