tamanho é documento sim.

Nunca pensei que tivesse coragem de escrever sobre isso, mas acho que devo fazer isso em nome das diversas mulheres que devem passar por problemas similares ao meu.
Sou uma profissional competente, reconhecida no mercado publicitário nacional e internacional, tenho atualmente 34 anos, fui casada por mais de oito anos e me separei.
Embora reconheça que sou bonita e digamos gostosa, sempre tive problemas em atingir orgasmos, fui a vários especialistas e sempre a mesma resposta, a maioria das mulheres não sentem orgasmos.
Sempre me achei meia larga, ou seja, achava que minha vagina era meio grande pois sempre que fazia sexo tanto com meu ex-marido, quando com os outros dois ex-namorados que tive, os paus deles diversas vezes escapavam.
Tinha uma curiosidade muito grande em me relacionar com alguém dotado, mas todos os especialistas consultados falavam a mesma coisa, o tamanho não é documento. O fato é que embora minhas experiências tenham sido realizadas com homens grandes os paus deles eram digamos pequenos, não mais do que os 12 cm.
Com a minha separação, mudei-me para uma dessas vilas na região dos jardins, fui morar em um sobradinho com quintal no fundo, embora a vila fosse patrulhada 24 horas por seguranças, achei melhor comprar um cachorro para proteger a minha casa, uma vez que saia de manhã e voltava sempre tarde.
Consultei uns sites e acabei comprando um filhote de labrador, passei a chamá-lo de Tom, e assim comecei a conviver com um cachorro, era a minha primeira experiência com cachorro, pois embora sempre tivesse vontade de ter um, sempre morei em apartamentos e sempre achei falta de educação ter um cachorro morando em coletividade.
Tom cresceu e como todo cachorro sentia muita admiração por mim, eu dava banhos, saia para passear com ele, levava para o veterinário, em suma passei a tratá-lo como dever ser tratado todo animal doméstico, à noite quando chegava em casa, ele me esperava na porta e fazia festa.
Certa noite de verão, aquelas noites abafadas, quentes, estava assistindo deitada no sofá o jornal na televisão como sempre só de calcinha e camiseta, Tom para variar ficava deitado de barriga para cima pedindo por carinho, ele adora cócegas na barriga, eu ficava vendo a TV e fazendo cócegas automaticamente, alguma matéria que não me lembro mais chamou minha atenção e eu parei instintivamente de acariciar Tom, quando a matéria acabou, me levantei, fui até a cozinha, abri uma cerveja e voltei para o sofá, tomei a cerveja e novamente levei minha mão para acariciar a barriga do Tom, sem reparar estava acariciando mais embaixo e senti tocar no pinto dele, percebi que ele gostou do contato e comecei a fazer carinho em volta de seu sexo, vi uma ponta fica de seu membro começando a aparecer na capa, fiquei curiosa e continuei acariciar, até que em um ato decisivo, circundei meus dedos na capa e comecei a masturbar o Tom.
Aquela pontinha fina, foi saindo e inchando, para melhor masturbar sentei no chão e me dediquei a masturbação, o pinto dele foi saindo, saindo todo para fora, tem a cabeça meia quadrada, o orifício por onde faz xixi, é grande e ressaltado, tem uma cor meia esbranquiçada e cheio de veias, senti que tom estava gostando daquilo, e percebi que seu pau as vezes se contraia e espirava uns jatos de um líquido meio incolor, descontrolada e com muito tesão me ajoelhei e sem parar de masturbar o Tom, aproximei meus lábios daquele pintão e desavergonhadamente lambia a cabeça, tinha um gosto meio salgado, mas não me controlando mais comecei a chupar aquele lindo pau, as vezes aquele líquido espirrava na minha boca, no início eu cuspia e voltava a chupar, estava descontrolada sentia minha buceta encharcada, depois de algum tempo comecei a engolir aquele líquido e masturbando e chupando aquele pauzão foi cada vez ficando maior e inchando, já estava com mais dos 12 cm que eu conhecia.
Depois de mais ou menos uns 5 minutos senti o Tom se remexer todo e um rio de esperma invadiu minha boca me fazendo engasgar, me controlei o máximo e engoli boa parte daquela porra que ficara em minha boca e o restante deslizou pelos meus lábios e lambuzou toda a barriga do Tom, satisfeita, me levantei e fui limpar meu rosto.
Quando voltei para a sala, Tom abanou o rabo e ficou sentado lambendo seu pau que continuava para fora, mal fiz o gesto de acariciar novamente ele despudoradamente deitou de barriga para cima, minha xana pegava fogo, meus fluídos molharam toda a minha calcinha, sem pensar muito tirei minha calcinha, fiquei de joelhos, levantei a camiseta deixando minha bunda a mostra e me apoiei com os cotovelos no assento do sofá.
Tom não fazia nada, ficava só de barriga para cima e as vezes sentava e lambia seu pau, que continuava duro, percebi que voluntariamente ele não viria, me levantei peguei um daqueles pacotinhos de moçinha, abri com os dentes, voltei para o sofá e escancarei minhas pernas, espalhei o moçinha per toda a minha xana e chamei o Tom, dessa vez ele veio e começou a cheirar, o primeiro contato de minha xana fervendo com aquele nariz gelado foi um choque, mas ele imediatamente após cheira começou a lamber toda a minha xana, quando percebia que o moçinha estava acabando undava mais, estava me deliciando, Tom lambia com aquela língua áspera toda a extensão de minha xana, e como escorri lambia também meu cuzinho, quase desfalecida, peguei o blister do mocinha enfiei dentro da xana e fiz com que todo o elite condensado entrasse dentro de mim, depois, abri minhas pernas novamente e deixei Tom, chupar tudo, gozei umas 3 vezes com aquela língua maravilhosa.
Passados uns dez minutos minha xana estava vermelha, molhada ainda porém limpa sem nenhum vestígio de leite condensado, eu prostada no sofá, fechei minhas pernas nesta altura tremulas, e me virei no sofá.
Levantei-me e exausta fui para o quarto, do jeito que entrei desmoronei na cama e imediatamente dormi, acordei sobressaltada com alguma coisa lambendo minha bunda, quando olho vejo o Tom lambendo, em cima da cama, com o pau duro, novamente fiquei com tesão só que desta vez queria sentir aquilo dentro de mim, fiquei de 4 e me reclinei o máximo na cama, Tom, subiu em minhas costas e começou a se movimentar como se estivesse copulando, o pau dele não acertava a minha xana, coloquei minhas mãos para trás e segurando seu pauzão direcionei ele para a minha xana, quando a cabeça encostou em um impulso entrou aquilo tudo dentro de mim, gemi gostoso, finalmente um pau grande, Tom se movimentava em grande velocidade, aquele pau bem fundo dentro de mim, comecei a sentir que aquele pauzão estava inchando mais tive a nítida impressão que aumentará de tamanho e grossura, sentia cada vez mais fundo, maior e mais grosso, até que uma onda de orgasmo vem do meu fundo e pela primeira vez gozo com um pau, Tom, passa uma perna por cima de mim e ficamos bunda a bunda, passa mais algum tempo e volta a subir da mais umas bombadas e sinto uma torrencial gozada dentro de mim.
Tom mais uma vez se vira e ao tentar sair de dentro de mim, percebemos que estamos grudados, engatados, inicialmente, tenta sair com força e me arrasta pela cama, depois para, ficamos imóveis ele com o pauzão enterrado em minha xana e eu sentindo aquela maravilha dentro de mim, estudos as possibilidades e começo a me mexer devagar sentindo aquela sensação maravilhosa em minha xana, contraio meu ventre e sinto meu clitóris de encontro aquele pauzão e sinto que por ser grande os movimentos fazem com que o contato seja o tempo todo, começo a me movimentar mais e mais e sentir os orgasmos explodirem, gozei como uma doida, orgasmos múltiplos, foi simplesmente indescritível.
Depois desse dia minhas amigas, passei a me relacionar sempre com o Tom e hoje sinto-me plenamente mulher.

13 comentários:

DeRrubandO GigAnteS disse...

Deus tem um plano na sua vida! Saia desse lixo, dessa sujeira de tanto pecado.
Jesus te espera!

DeRrubandO GigAnteS disse...

Deus tem um plano na sua vida! Saia desse lixo, dessa sujeira de tanto pecado.
Jesus te espera!

Unknown disse...

Me chama no wats 05185982459 vamos gozar juntos linda

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Unknown disse...

944565765 me chamem.

Ketrinnn Onetta disse...

944565765 me chamem.

Erivaldo Macedo disse...

Gente discarada tem e arte VC leu seu cornp

Leo Guimaraes disse...

Olá, me chamo Leo, adoro contos de zoofilia, gostaria de conversar com pessoas que curte e prática Zoo, quero participar e ajudar a iniciar mulheres, me adiciona 21 991583327 (Rio de Janeiro)

Ksal marcos & aurora disse...

Eu fraque uma vizinha com seu cão. Só ela tava chorando porque o cão querendo sair e machucando ela .mei email sultao1@bol.com.br

Ksal marcos & aurora disse...

Eu fraque uma vizinha com seu cão. Só ela tava chorando porque o cão querendo sair e machucando ela .mei email sultao1@bol.com.br

Donizeti A.Ferreira disse...

Gata adorei gostaria de precensiar uma cena dessas sou casado tenho um pastor alemão ainda virgem de 8 anos minha mulher não aceita certas loucuras minha adoraria estar presente imagina ele grudado com vc é vc jupar minha rola de desenove cm que loucura gostosa bjs adorei manda fotos vc com ele donemagrao@gmail.com se quiser passar o endereço trabalho de motorista na Uber e posso passar sem ninguém desconfiar só pessoa sigilo e dou o mesmo bjs para vcs dois

Edivaldo Filadelfo disse...

Me add no whats 41999266371

Edivaldo Filadelfo disse...

Me add no whats 41999266371

 
©2009 Casa dos contos eróticos 1.0 | by TNB